• White Facebook Icon
  • White YouTube Icon
  • White Twitter Icon
  • White Instagram Icon

dez anos incentivando a preservação musical e cultural de diferentes regiões do Brasil 

“Mestre é um detentor de um saber que representa, mantém, apresenta e garante a continuidade de tradições populares únicas: musicais, folclóricas, religiosas e artesanais. Mestres de congada, jongo, parteiras e rezadeiras são exemplos disso, que ensinam e incentivam gerações mais novas a dar continuidade a uma sabedoria”

Betão Aguiar

NAVEGANDO

PELA NOSSA CULTURA

Mestres Navegantes é um projeto de pesquisa, registro e difusão de obras de mestres populares que incentiva a preservação musical e cultural de regiões distintas do Brasil. 

A empreitada iniciou-se em 2008, quando o idealizador Betão Aguiar começou a materializar seu sonho pessoal com as primeiras pesquisas de levantamento e mapeamento. Por meio de recursos próprios e ajuda de amigos conseguiu produzir dois pilotos para o projeto, mas a primeira edição oficial de São Luiz do Paraitinga, interior de São Paulo, só veio a ser lançada em 2011. A seguir o projeto lançou as edições: Cariri em 2013, Pará em 2015 e 2016 e as mais recentes edições que visitam a Bahia e seus arredores em 2017 e 2018. 

Inspirado nos projetos “Missões de Pesquisas Folclóricas”, de Mário de Andrade, e “Música do Brasil”, de Hermano Vianna, Mestres Navegantes pode ser considerado hoje um dos maiores acervos artísticos de música popular brasileira inteiramente disponível online. O projeto já lançou 28 discos e tem mais de 500 faixas gravadas. Ao todo são mais de 94 grupos e mestres de 35 cidades diferentes. 

Fazem parte dos registros: 15 filmes documentários de curta metragem, 10 programas de rádio, incontáveis registros fotográficos e textos.

 

A busca, o mapeamento e os registros em áudio e vídeo propostos pelo projeto têm a intenção de preservar e difundir as riquezas culturais do Brasil profundo, onde a vida cotidiana, as festas religiosas, os padroeiros e os ciclos de plantio e colheita ainda são os maiores motivos para se celebrar e fazer música em família nas comunidades. 

“...Mestres Navegantes, certamente acontecimento fundamental na rede que busca reequilibrar a biodiversidade cultural do país hoje. Precisamos acompanhar atentamente seu desenvolvimento... Não exagero: a existência de “Mestres navegantes” justifica plenamente a batalha de “Música do Brasil”, que sempre foi pensado como incentivo para que outros coletivos caíssem na estrada.... fazendo mais gente escutar a riqueza estonteante de invenções brincantes/festivas que nosso país criou e não para de criar.”

Hermano Vianna - O Globo

PASSADO

PRESENTE

FUTURO

Com território tão vasto, o Brasil traz em suas raízes mais profundas a sonoridade de diversos povos. É imprescindível estimular o entendimento de que, através das histórias e musicalidades seja possível entender tantas nuances da nossa própria história como cidadãos e nação. 

Mestres Navegantes tem como bússola a escuta destas falas e sons a fim de que outros tantos pelo Brasil e pelo mundo, possam encontrar caminhos de saberes culturais-ancestrais.  

 

Além da pesquisa e registros musicais de diversos grupos, o projeto traz à tona a importância de celebrar  a função social e a liderança comunitária dos mestres, e apresenta-se também como um generoso ambiente fértil para as criações das novas gerações, potenciais produtores e agentes da cultura transmitida e renovada. 

 

Mestres Navegantes ofereceu também durante seu percurso oficinas e vivências gratuitas de produção de conteúdo aos jovens das comunidades que, na maioria dos casos, já estabelecem contato com o mundo digital. Nos encontros a nova geração aprendeu a produzir vídeos, registrar áudios, elaborar e manter o conteúdo das páginas dos grupos nas redes sociais. 

LEGADO E DIFUSÃO

O projeto estimula a preservação das tradições sem que estas percam sua maneira genuína do fazer artístico. Além da gravação dos CDs, o projeto oferece algumas ferramentas necessárias para que a comunidade possa aprender a se relacionar com a difusão do próprio acervo e às dinâmicas atuais do mercado cultural. Mestres Navegantes entende que há também a responsabilidade de projetos de mapeamento e registro em criar condições para que as comunidades possam dar continuidade a outros projetos sem depender de outros agentes. 

 

Visando a autonomia, disponibilidade e continuidade do acervo, além do material bruto captado, cada mestre recebeu um kit com CDs, vídeos, arquivo de fotos digitais e páginas pessoais na internet à serem administrados pelas comunidades. 

Todo conteúdo do projeto está disponibilizado online através dos canais Vimeo, SoundCloud e Youtube. 

Em 2021, com os dez anos de estrada, a  plataforma virtual do projeto será lançada. 

NOVOS VENTOS

O potencial do projeto Mestres Navegantes é amplo e está em constante expansão.

Com extenso acervo de músicas, filmes e fotografias, o projeto mantem viva a memória de indivíduos e comunidades que compõem o rico e latente patrimônio cultural em tempos em que esse reconhecimento e preservação são cada vez menos valorizados.

Com o objetivo de ampliar o alcance de nosso acervo, a partir de 2020 o projeto abre suas portas à novas possibilidades e busca parceiros para realização de exposições de diversos portes, novas coletâneas e revisitações musicais, apresentações nacionais e internacionais de mostra de filmes, shows oficinas e cortejos. Entre em contato para ter mais detalhes e participar! 

APOIOS

“Procuramos com a criação do Natura Musical valorizar a música brasileira em diferentes

esferas de atuação, de nomes consagrados a apostas, prezando sempre pela preservação de nosso legado musical. Ao proporcionar a realização de um projeto que busca as origens de nossa

tradição, estamos alimentando a renovação de nossa música e cumprindo nossos objetivos”.

 

Fernanda Paiva, gerente de apoios

e patrocínios da Natura.

O projeto Mestres Navegantes conta com o patrocínio da Natura Musical e apoio de Governos Estaduais.

 

Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu R$ 132 milhões no patrocínio de 418 projetos - entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais e filmes. Ao todo, 17 estados das cinco regiões do Brasil foram contemplados e mais de 600 mil pessoas beneficiadas.

capas dos discos lançados com apoio da Natura Musical

 

TIMONEIRO

DO PROJETO

Betão Aguiar

Filho do cantor e pesquisador Paulinho Boca de Cantor, do grupo Novos Baianos, Betão Aguiar faz parte do Coletivo Navegantes (www.coletivonavegantes.com.br) e acompanha Arnaldo Antunes desde 2006. Já colaborou com artistas como Carlinhos Brown, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Arto Lindsay, Marisa Monte, Brazilian Girls, Cheik Lo, Miyazawa, Lucas Santtana e Moraes Moreira, entre outros, e, como produtor musical, assinou os premiados DVDs de Arnando Antunes “Ao Vivo no Estúdio” e “Ao Vivo Lá em Casa”. Também assinou a trilha do filme “Ó Paí, Ó”, de Monique Gardenberg, e é um dos autores da trilha original do longa “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodanzky. Idealizou e realizou o projeto de pesquisa “Música de São Paulo: da Catira ao Rap”, e lançou, em 2009, os discos “Reisado do Mestre Aldenir” e “Terreiradas Cariri”.

NAVEGUE CONOSCO

SIGA OS MESTRES

  • Black Facebook Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Instagram Icon
Back to top arrow

apresentação desenvolvida por casaplanta.art.br